4 de abr de 2012

O Caso do Gari que perdeu a perna (e se fosse você ?)







"O gari Pedro Bernardo da Silva Filho, de 26 anos, atropelado na noite da segunda-feira (26), enquanto trabalhava no recolhimento de lixo na avenida Dona Constança, no bairro da Jatiúca, teve a perna esquerda amputada no Hospital Geral do Estado (HGE).
A amputação foi feita durante cirurgia para salvar a vida do gari. O procedimento foi confirmado pela família de Pedro Bernardo. "Os médicos não tiveram como salvar a perna dele. É revoltante saber que meu irmão vai ficar com uma deficiência por culpa de um motorista irresponsável", afirmou José Evaristo, irmão da vítima.
Para a família, a punição ao motorista João Paulo Barbosa, que conduzia o automóvel  Corsa Classic, de cor cinza e placa MOI-7638, deve ser severa, já que ele conduzia o automóvel com sinais de embriaguez."Enquanto existir pessoas dessa forma nunca vamos ter um mundo melhor o condutor do veiculo estava preocupado com o sarro acreditem nem um momento sequer procurou saber se o rapaz que ele atropelou estava bem, e se a situação fosse invertida se fosse ele no lugar do gari como estaria a família dele?se fomos olhar as estatísticas todos os dias surge situação como essa e se o código de transito não mudar pessoas vão continuar perdendo vidas ou sofrendo seqüelas por causa de irresponsáveis, qual a diferença de uma pessoa que se embriaga e vai dirigir para alguém que pega uma arma para cometer um crime? Na verdade tudo é arma só que se alguém levar um tiro ainda pode ter uma chance de sobreviver mais se for pego por um carro dirigido por um bêbado em alta velocidade pode morrer.o que os legisladores esperam ? Passarem por isso para poder ver que é preciso considerar tentativa de homicídio para quem dirige embriagado.











http://www.tudonahora.uol.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário