29 de jun de 2011

Depois do escândalo, missionária Lana Holder inaugura comunidade em SP em 13/06/20111




Em 2002 a missionária pernambucana Lanna Holder, uma das pregadoras mais conhecidas do meio pentecostal brasileiro, foi afastada do ministério de pregadora itinerante por um escândalo homossexual. As notícias davam conta de que Lanna se envolvera com a dirigente do louvor da World Revival Church – Assembléia de Deus de Boston, nos Estados Unidos, e estava mantendo um relacionamento homossexual. O incidente caiu como uma bomba e se transformou em um choque para muita gente, sobretudo as multidões que lotavam os eventos onde ela pregava e consumia vorazmente as fitas e vídeos com suas mensagens.
A bem da verdade, o caso homossexual era uma recaída. Lanna tornou-se famosa no Brasil e no exterior graças ao seu testemunho de conversão, que incluía, justamente, a libertação de uma vida promíscua, marcada pelo uso de drogas e pelo lesbianismo.
Oito anos depois do escândalo que abalou especialmente o meio (neo)pentecostal, a missionária Lanna Holder abre neste fim de semana no centro de São Paulo a Comunidade Cidade de Refúgio. A cantora e pastora Rosania Rocha também está à frente da empreitada. Em seu site oficial a missionária diz que o local está pronto para reformar vidas. “Fomos concebidos sob essa expectativa e não vacilaremos em prosseguir para o ALVO que nos está proposto pelos céus, sob todos os aspectos e circunstâncias nascemos sob a irrefutável convicção de que este propósito é inegociável. Não nascemos com a perspectiva de levantarmos uma bandeira, mas com a missão de termos a Ele como a nossa única bandeira. Uma igreja que ama a todos e não exclui a ninguém, que anseia ser UM LUGAR AOS ESCOLHIDOS, pela convicção de que Deus não faz acepção de pessoas” escreveu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário